Janot pede ao STF abertura de 83 inquéritos contra políticos

Rodrigo Janot (Arquivo/Agência Brasil)15

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou nesta terça-feira ao Supremo Tribunal federal 83 pedidos de abertura de inquérito contra políticos com base nos acordos de colaboração premiada firmados com 77 executivos da Odebrecht, a chamada delação do fim do mundo. A PGR também solicitou 7 arquivamentos e o envio de 211 casos para instâncias inferiores relacionados a pessoas sem foro privilegiado. Janot ainda pediu 19 outras providências, que podem ser mandados de prisão, busca e apreensão, colheita de novos depoimentos, entre outras diligências. Ao todo, foram encaminhadas 320 peças ao Supremo.

Após serem catalogados e digitalizados, os pedidos chegarão às mãos do relator da Operação lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, que deve decidir se instaura ou não as investigações. Os nomes dos políticos citados na delação da Odebrecht não foram divulgados porque o processo está em segredo de Justiça.

Neste mesmo encaminhamento, Janot pediu a Fachin que retire o sigilo do material, “considerando a necessidade de promover transparência e garantir o interesse público”, conforme nota publicada pelo MPF.

Este conteúdo foi postado na categoria Brasil. Link permanente.