Ourobranquenses tem capítulo de livro publicado internacionalmente

Os ourobranquenses Arnóbio Silva de Souza (Mestrando em Ciência e Engenharia do Petróleo – UFRN) e Mycarla  Míria Araújo de Lucena (Professora da Escola de Ciências e Tecnologia – UFRN) empreenderam pesquisa juntamente com Marcos Antônio Leite do Nascimento (Professor do Departamento de Geologia – UFRN)

trabalho_micarlaearnobio2016

O mais recente estudo sobre o sítio arqueológico Pedra Lavrada, de Ouro Branco-RN, foi apresentado no Fórum Internacional do meio Ambiente “Paisagens, solos e biodiversidade: desafios para um bom viver”, realizado na cidade de Santiago do Chile, no período de 09 a 15 de Novembro de 2015, de autoria do geólogo ourobranquenses Arnóbio Silva de Souza, da geógrafa Mycarla Miria Araújo de Lucena e do Professor do Departamento de Geologia UFRN, Marcos Antônio Leite do Nascimento.

imagenspedralavradasatelite

O trabalho foi publicado agora em forma de um capítulo de livro: “Caracterização da Geodiversidade de um Sítio Arqueológico: potencialidades para o Geoturismo e Geoconservação“. Trata-se da caracterização da geodiversidade do Sítio Arqueológico Pedra Lavrada, no município de Ouro Branco, Estado do Rio Grande do Norte. Nessa área há ocorrência de elementos da geodiversidade, tais como serras, leitos de rios com afloramentos rochosos, contendo registros da arte rupestre esculpidas nas rochas.

Os ourobranquenses Mycarla e Arnóbio em visita à Lagoa da Torta

Os ourobranquenses Mycarla e Arnóbio em visita à Lagoa da Torta (2016)

Segundo os autores, “Foi realizado o mapeamento geológico, a delimitação de Área de Preservação Permanente -APP e a identificação de espécies florísticas e faunísticas na área. Assim, torna-se de grande importância a sua conservação, podendo vir a ser considerado como potencialidades para o desenvolvimento do geoturismo desse patrimônio natural, e ainda ser inserido no roteiro do Geoparques Seridó (que ainda está em criação), porém Ouro Branco está fora por não existir estudos nessas temática“.

É mais uma vez motivo de orgulho para nós ourobranquenses ver nossos conterrâneos, de modo abengado, valorizando o que é nosso, e levando o nome de nossa cidade tão longe. Que possamos ver, a cada dia, a valorização desses feitos, pela preservação de nossa própria história.

Quem quiser conferir o trabalho é só CLICAR AQUI.

This entry was posted in História, Ouro Branco. Bookmark the permalink.