Turismo religioso: Cruzeiro marca local onde duas crianças morreram soterradas em Ouro Branco-RN

Cruzeiro erguido sobre as ruínas da casa onde as meninas Francisca e Sebastiana morreram enquanto dormiam

Na comunidade Lages, na Semana Santa do ano de 1974, uma tragédia tirou a vida das meninas Francisca e Sebastiana. Uma capela próximo ao local foi construída.

Mas o que muita gente não sabe é que, bem no local onde existia a casinha que aquele família morava, foi erguido um Cruzeiro, que nas últimas décadas recebeu a visita de muitos devotos, que acreditam que as meninas intercedem pelos seus pedidos.

Diversos objetos são deixados por devotos que acreditam terem alcançado graças por meio de milagres por interceção das meninas.

O local está cercado por um matagal denso, sem qualquer sinalização e precisa de ações para a sua conservação.

O Cruzeiro das meninas Francisca e Sebastiana é um potencial local que serve ao turismo religioso da região. É importante que as nossas autoridades voltem sua atenção para isso.

A morte das meninas Francisca e Sebastiana (Materia Publicada em )

Na comunidade rural Lages, município de Ouro Branco-RN, em uma casinha de taipa, as crianças Francisca e Sebastiana dormiam com irmãs e pais em suas redes na noite de quinta-feira Santa, 11 de abril de 1974, quando, por volta das 23h, parte da casa caiu sobre as duas.

O desespero tomou conta daquela família.

As crianças foram soterradas e foram retiradas dos escombros já sem vida.

Os corpos foram levados por homens da comunidade para residências vizinhas. Na manhã do dia seguinte, os corpos seriam levados até a cidade, isso ainda debaixo de forte chuva.

Uma câmara de ar foi usada para amarrar tábuas onde foram colocados os corpos presos por cordas para atravessar o rio quipauá, para poder chegar à cidade.

Hoje, todos os que vivenciaram a época lembram do fatídico momento e relembram com riqueza de detalhes.

Familiares junto com a comunidade construíram uma capela próximo ao local onde as meninas morreram, e tem como padroeiro e co-padroeiro São Francisco e São Sebastião, respectivamente.

Este conteúdo foi postado na categoria Ouro Branco, Religião. Link permanente.