Veja as principais notícias dessa terça-feira (06) no Brasil

– Defesa de Temer responde ao STF

A defesa do presidente Michel Temer deu entrada a uma petição, no STF, para esclarecer ao ministro Luís Roberto Barroso o seu questionamento sobre o acesso a dados que ele classificou como sigilosos, no processo que investiga irregularidades na edição do Decreto dos Portos, assinado em maio de 2017. De acordo com o Planalto, a defesa de Temer obteve os dados no próprio site do Supremo. (Via Estadão)

– Moradores do RJ reclamam de excessos de militares

Moradores de uma favela do Rio de Janeiro denunciaram à Defensoria Pública que foram obrigados a entregar celulares a militares para que vasculhassem suas fotos e contatos. Já na comunidade de Acari, na zona norte carioca, moradores dizem que policiais militares estão fotografando indiscriminadamente seus documentos de identidade para checar antecedentes criminais, o que a Defensoria considera ilegal. (Estadão)

– Governo centralizará fiscalização de frigoríficos

Na esteira da Operação Trapaça, que teve como alvo a BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, o governo federal vai passar a centralizar a fiscalização de frigoríficos. O ministro da Agricultura assinou regulamento que redistribui o comando das operações nos Estados para dez unidades do Sistema de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sipoa). (Via Estadão)

 

– Mega-Sena pode pagar R$ 40 milhões hoje

Acontece às 20h (horário de Brasília) desta quarta-feira (7) o concurso 2.020 da Mega-Sena. O prêmio está acumulado e deve ser de R$ 40 milhões para quem acertar as seis dezenas. A aposta mínima custa R$ 3,50 e pode ser feita até uma hora antes do sorteio. (Via Notícias ao Minuto)

This entry was posted in Brasil. Bookmark the permalink.