WhatsApp é novamente bloqueado e Telegram se beneficia

Facebook recusou a ceder informações para uma investigação policial e a justiça manda operadoras de telefonia para suspenderem acesso ao aplicativo WhatsApp novamente por mais 48 horas. Essa é a terceira vez que tal medida vem sendo tomada contra a empresa de mensagens instantâneas para smartphones. O bloqueio pode alcançar mais de 100 milhões de usuários. A notícia foi capa do G1.

versus

A recente onda de implementações de tecnologia de criptografia ponta a ponta que vem permeando os aplicativos de mensagens instantâneas para smartphones, por sinal, tecnologias já bastante antigas nos ambientes de computadores, tem sido o principal motivo de dificuldade para a Justiça conseguir a colaboração das empresas proprietárias dos aplicativos em processos investigativos, sob a alegação de que, em não estando as mensagens guardadas nos seus servidores, eles não podem fornecer maiores informações às investigações. Os bloqueios do aplicativo tem sido por confusões deste tipo.

Alternativas

Seguindo a tradição, os problemas com o WhatsApp no Brasil tem beneficiado o aplicativo Telegram com crescimento de adesões. De acordo com a página oficial do aplicativo, houve acréscimo de mais de 1 milhão de novos usuários no último bloqueio. O aumento massivo de novos usuários chegou a causar congestionamento nas redes brasileiras, e até o serviço de mensagens usado para validar os novos ingressantes através do envio de códigos de verificação retardava o recebimento do SMS.

O Telegram está disponível para Android, iPhone e computadores, como um aplicativo para desktop ou mesmo no navegador da Internet, integrando todas as conversas independentemente do dispositivo utilizado.

O WhatsApp Messenger é um aplicativo de mensagens instantâneas para smartphones e recentemente ganhou versões web e desktop. Em 2 de fevereiro de 2016 alcançou a marca de 1 bilhão de usuários.

O Telegram é um aplicativo de mensagens instantâneas com foco em velocidade e segurança, de código aberto com recursos para enviar qualquer tipo de arquivo e com mensagens sincronizadas em todas as plataformas. Em fevereiro de 2016 chegou aos 100 milhões de usuários.

Este conteúdo foi postado na categoria História. Link permanente.